quinta-feira, 26 de março de 2015

Hagiografia

Father Seraphim Rose

O critério da verdadeira Ortodoxia é o amor pelos Santos de Cristo. Desde os mais antigos tempos cristãos a Igreja celebrou seus Santos – primeiramente os Apóstolos e Mártires que morreram por Cristo, em seguida os habitantes do deserto que se crucificaram por amor por Cristo, bem como os Hierarcas e os Pastores que deram suas vidas pela salvação de suas ovelhas, seu rebanho.

... uma pessoa com uma educação moderna deve aprender a se aproximar de tais palavras, tal como uma pessoa treinada em pintura ocidental clássica deve se re-educar para entender a ligeira diferença da arte do ícone. 

A Hagiografia, tal como a Iconografia, é uma arte sagrada e tem suas próprias leis, completamente diferentes daquelas da arte secular. A Vida dos Santos não é uma mera história a respeito de sua vida, antes uma seleção de eventos e acontecimentos de sua vida que revelaram o quanto Deus foi nele revelado. Este estado é devotado e geralmente exaltado e reverenciado, a fim de dar um tom espiritual próprio e um sentimento à narrativa, incitando no leitor tanto a fé como a piedade. 

Eis porque um mero relato da vida de um Santo nunca pode tomar o lugar da hagiografia original. Uma “Vida” deve diferir de uma “biografia”, tal como um ícone difere de um retrato naturalístico.

pelo Father Seraphim Rose

Nenhum comentário:

Postar um comentário