Trombeta Dourada da Ortodoxia - São João Crisóstomo

Boca d´Ouro
No dia de hoje, 09 fevereiro (27 janeiro) a Santa Igreja Ortodoxa celebra o Translado das relíquias de nosso Venerável Pai entre os Santos, João Crisóstomo em 438, retornando do exílio em Comanes à Constantinopla.

No Prólogo encontramos o seguinte relato para a comemoração de hoje: "Trinta anos após a morte de São João, o Patriarca Próclo pregou uma homilia em memória de seu pai e mestre espiritual. O sermão tanto inflamou o amor do povo e do imperador Teodósio, o Jovem, pelo Santo, que todos desejaram que suas relíquias fossem transladadas a Constantinopla. 

Diz-se que o sarcófago contendo as relíquias de São João Crisóstomo não se deixou remover de seu local de repouso, até que o Imperador escrevesse uma carta a Crisóstomo, suplicando seu perdão (porque a mãe de Teodósio, Eudóxia, foi a responsável pelo banimento do Santo), pedindo-lhe que voltasse a Constantinopla, seu antigo lugar de residência.

Quando a carta de arrependimento foi depositada sobre o sarcófago, seu peso ficou extremamente leve. Na ocasião do translado das relíquias, muitos enfermos ao tocarem o sarcófago ficaram curados. Tendo as relíquias chegado à capital, o Imperador, em nome de sua mãe, rogou mais uma vez ao Santo seu perdão: “Enquanto vivia nesta transitória vida, causei-lhe mal; agora, que vives na vida imortal, sê auxílio de minha alma. A minha glória se foi e em nada me serviu. Ajuda-me, pai, em tua glória, ajuda-me antes que seja condenado no Julgamento de Cristo!” 

"Celebremos com os nossos cânticos a trombeta dourada, o instrumento que vibra ao sopro de Deus, a inesgotável fonte de ensinamentos, a coluna onde a Igreja pode apoiar-se, o abismo de sabedoria, o espírito que toca aos Céus, o cálice de ouro, por inteiro derramando rios de doutrina mais doces do que o mel, que inundam com suas ondas toda criação." 
Stichera de Vésperas, tom IV


Comentários