quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Sabemos o significado da palavra"paróquia"?


Arcipreste John Meyendorff

            Ao desenvolver uma autêntica compreensão cristã e ortodoxa de nossa vida na Igreja podemos ser por vezes auxiliados dando o verdadeiro significado as palavras que são, as mais óbvias e mais usuais, mas que, no entanto, não são com freqüência bem entendidas. Uma destas palavras é o vocábulo “paróquia”, que também existe em outras línguas sob uma variedade de formas (parohia, parafia, etc...). Utilizada desde as mais antigas origens do Cristianismo para designar uma comunidade cristã local. Aparece nos escritos dos Santos Padres da Igreja e nos cânones promulgados pelos Concílios recentes. O original do grego de paroikia significa “temporário”, ou residência “secundária”.

            O “lar” permanente, a Casa, é sempre designado como oikos. E para os cristãos, esta Casa é o Reno de Deus, o Templo onde Deus habita, a Nova Jerusalém. No entanto, por não estarmos ainda lá, Deus estabeleceu para nós na Terra uma casa temporária – a Tenda, onde Jesus, o Verbo Encarnado habita conosco pelo Espírito Santo, da mesma maneira com que habitou com os judeus no deserto quando estavam a caminho da Terra Prometida. Todavia, no Antigo Testamento esta divina presença na Terra tinha somente a forma simbólica de uma Arca do Concerto. No Novo Testamento a comunhão com Deus é direta e real – no Corpo e no Sangue de Cristo.

            Logo, a “paróquia”, a paroika nos conduz bem próximos à Casa. Mas, pode servir este propósito somente se não vemos nela “nosso” cumprimento, nem o “nosso” orgulho – ou ainda pior – um clube orientado a “permanentes objetivos” neste mundo, completamente fora do Reino.

            A paróquia é o local onde nos oferecemos nós mesmos a Deus, onde ajudamos os outros, onde nós nos tornamos membros da Igreja de Cristo, que é chamada a salvar, não somente a nós como indivíduos, como famílias, como grupos, mas antes o mundo inteiro, guiando-o ao Reino que há-de-vir.

            Eis o significado e as implicações que a Igreja atribui a esta palavra simples e tão usual: a Paróquia. Talvez pudéssemos meditar acerca disto antes de cada assembléia paroquial...


por John Meyendorff – Setembro 1981

Nenhum comentário:

Postar um comentário